quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Uma história de amor com Sampa Crew

Fotos ao lado de João Carlos

“Deixa eu lembrar de você, da maneira que eu sei lembrar (…) Mas, quem sabe um dia a gente vai se encontrar”… de novo. É o que a jovem de 16 anos, Bianca Zorzan Camargo espera a cada show do Sampa Crew.

Bia, como é conhecida pelos amigos, sempre curtiu o trabalho do grupo. A jovem conta que passou a “ser louca” por Sampa Crew, quando foi ao show deles. “Confesso que nem sabia que eles estariam no evento, e assim que eu os vi, o que restou foi ‘cantar, me esbaldar e chorar’ – risos. Em seguida, passei a implorar que meus pais me deixassem segui-los, e isso era um tanto difícil, pois eu tinha apenas 14 anos na época. O tempo foi passando, eu ia aos shows sempre que eu podia, e meu coração apertava por vê-los de longe. Mas, nem por isso desisti”, revela.

A primeira vez a gente nunca esquece
Foi em uma casa de show no Tatuapé (São Paulo), graças a minha amiga Aline quem me acompanhou, eu tive a chance de estar no local da apresentação do Sampa Crew. Super ansiosa, eu esperava pela oportunidade de conhecê-los pessoalmente, e passaram várias ideias em minha mente: como invadir o palco, pois eu estava histérica, mas a Aline não me deixou cometer essa loucura. Durante todo o show, eu gritei, cantei, fiz de tudo para que eles me notassem, já que eu estava com fotos e cartas nas mãos. Assim, que acaba a apresentação, corremos para o camarim, o primeiro que eu vejo é o meu amado e preferido do grupo João Carlos. Na hora, dei um berro e todos olharam para mim, mas não liguei – risos. Eles foram atenciosos demais, e garanto que este dia ficará gravado em mim para sempre.

Outro momento marcante ao lado do grupo foi recebê-los em sua festa de debutante. “Implorei de diversas maneiras para que eles fossem, cartas e até o convite do meu aniversário entreguei, cheguei a dizer para o meu pai que se eles não viessem, não queria ter mais comemorar meus 15 anos. Mas, eu tinha esperanças de que eles iriam, até que tudo parecia perdido. Recebi uma ligação avisando que eles estariam no interior e não daria para comparecer. Eu quase morri de tanta tristeza. Contrariada, fui à minha própria festa, quando o Mestre de Cerimônia disse que uma van tinha chegado e que poderia ser o Sampa Crew, fiquei sem reação, mas acredite, este foi o dia mais feliz da minha vida, porque meus amores partilharam deste momento comigo”.

Música favorita…
Serei sincera. Eu AMOOO todas as músicas do Sampa Crew, mas como eu tenho uma em especial: "A carta”, porque no dia do meu aniversário (18 de outubro de 2009), eles cantaram esta canção para mim.

O eterno integrante...
Com a saída do Valtinho Jota, eu fiquei muito triste. Mas gostaria que ele soubesse que sempre estará em meu coração.

Ser fã do Sampa Crew é…
Ser fã não é apenas saber tudo sobre os nossos ídolos;
Não é saber os detalhes da sua vida privada;
Não é apenas conhecer todas as suas obras e trabalhos;
Não é apenas ver e rever constantemente tudo o que está relacionado com eles.
Ser Fã, Fã de verdade, é muito mais do que isso.
Ser Fã é rir e chorar;
É sofrer e festejar;
É apoiar e lutar com todas as forças pelo sucesso de quem admiramos;
É estar sempre com eles, nem que seja apenas em pensamento;
É amá-los, venerá-los, admirá-los como a mais ninguém;
É sentir a força e as mensagens que eles nos transmitem;
É defendê-los até ao fim, contra tudo e contra todos;
É apoiá-los e gostar sempre deles, independentemente dos seus defeitos e dos boatos sobre eles;
É considerá-los como pessoas normais e ao mesmo tempo considerá-los superiores aos outros;
É trazê-los sempre no coração.
É difícil, pois só sabem mesmo o que é ser fã, quem é fã de verdade…

2 comentários:

yanoama carvalho disse...

Realmente ao lado deles é histórias, é amor que é dificil explicar !

AMO muito, muito % muuuuuito !

bia.sampacrew disse...

amoooooooo de maais

Postar um comentário